segunda-feira, abril 22, 2024
segunda-feira, abril 22, 2024

Após movimentar mais de R$ 18 bilhões em 2023, Transfeera quer abraçar o mercado como principal solução financeira para o B2B

Crescendo em ritmo constante, a Transfeera, fintech que fornece soluções de pagamento para médias empresas, bateu recordes movimentando quase R$ 19 bilhões ao longo do ano. Também registrou mais de 43 milhões de transações, número que representa 47% a mais do que o valor transacionado em 2022. De quebra, em novembro, recebeu aprovação do Banco Central (BC) para operar como Instituição de Pagamento (IP).

Com a autorização, a empresa está apta a se conectar diretamente ao BC, integrando-se ao Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), ao Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) e ao Sistema de Transferência de Reservas (STR) na condição de participante direto. Além disso, a empresa anunciou captação de R$ 7 milhões, em rodada liderada por Honey Island e 4UM Investimentos, e que também contou com participação dos fundos Bossanova Investimentos, Opus, Goodz Capital e Curitiba Angels.

“Visando o constante crescimento para além dos produtos, a Transfeera recebeu as certificações das normas ISO27001 e ISO27701 que reforçam o compromisso da fintech com a segurança das suas informações. Ademais, com a aprovação da licença de instituição de pagamento podemos operar com mais autonomia e de forma mais ampla no mercado܂Vale reforçar que a licença também implica na qualidade da nossa tecnologia e ainda fortalece a ligação com o sistema de pagamentos do país. Para o ano de 2024, queremos reforçar a presença da Transfeera no mercado financeiro B2B, trabalhando na conexão com o BC”, destaca Fernando Nunes, cofundador e CEO da Transfeera.

Outro marco importante foi o lançamento do produto Boleto + Pix. Com a nova solução, a fintech passa a atuar com ainda mais amplitude no mercado. O Boleto + Pix permite que cliente faça o recebimento usando um código de barras ou QR Code do Pix, com possibilidade de saber em até 1 hora se o boleto foi pago, tempo 98% mais rápido do que a compensação atual, que pode demorar até 3 dias úteis. O produto surge com a proposta de ser uma solução moderna para uma modalidade que só em 2022 foi responsável por transacionar R$ 5,3 trilhões, de acordo com Febraban.

A Instituição de Pagamento continua a trabalhar com seus outros dois produtos: Pagamentos, que permite que as empresas tenham seus pagamentos e recebimentos de maneira automatizada; e a ContaCerta, que realiza a validação de dados bancários e chaves PIX.

“Como uma empresa que vem crescendo em mais de 100% ano a ano, o objetivo é seguir ampliando nossa presença no mercado, oferecendo produtos inovadores e que atendam às necessidades de nossos clientes”, finaliza o CEO da Transfeera.

Transfeera

Fundada em 2017, em Joinville (SC), a Transfeera fornece soluções de pagamentos para empresas, oferecendo aos clientes meios como boleto com QR Code, pagamentos e recebimentos via Pix, e centralizando todas as entradas e saídas de dinheiro.

Recentemente, a fintech foi autorizada pelo Banco Central a operar como Instituição de Pagamento, passando a atuar com ainda mais autonomia e agilidade. Eleita em 2023 uma das 100 Startups To Watch por Pequenas Empresas & Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS, a empresa já recebeu mais de R$10 milhões em investimentos dos fundos Goodz Capital, Bossanova Investimentos, Honey Island, 4UM Investimentos e Curitiba Angels.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas