quarta-feira, julho 24, 2024
quarta-feira, julho 24, 2024

Acelen e Bunker One se unem em parceria estratégica e lançam operação no Porto do Itaqui (MA)

A Bunker One, líder na comercialização de bunker (combustíveis marítimos), e a Acelen, empresa de energia e maior refinaria produtora desse tipo de combustível no país, uniram-se em parceria estratégica para oferecer a única operação de abastecimento em ancoragem externa no Brasil. A partir deste mês, embarcações como grandes cargueiros e petroleiros podem ser abastecidas na região de fundeio do Porto do Itaqui, na Baía de São Marcos (MA).

O local é um centro estratégico para o comércio internacional, principalmente para exportações de matérias-primas, como ferro e soja, e para distribuição de produtos petrolíferos no mercado interno. A nova opção de abastecimento atende a todos os tipos de embarcação e a diversas rotas, entre elas as que têm como origem e destino Europa e Estados Unidos.

O abastecimento é realizado por um tanker (navio-tanque) sem necessidade de ancoragem interna, o que pode reduzir o tempo de permanência no porto e os custos com taxas portuárias, já que os navios são abastecidos enquanto aguardam a entrada na área interna para operar. Será possível atender até dois navios por dia, levando em consideração o tempo de cada operação e as particularidades de cada abastecimento.

“Essa parceria vai proporcionar um crescimento da nossa operação no Brasil em cerca de 30%. E não se trata apenas de mais uma linha de atuação ou área geográfica coberta, mas o início de uma promissora aliança, que tem o potencial de oferecer novas soluções para a indústria de shipping na América Latina”, afirma Flavio Ribeiro, CEO da Bunker One Brasil.

O fornecimento de combustíveis marítimos na região vai aumentar o potencial do complexo portuário de Itaqui, que cresceu em média 9% ao ano nos últimos cinco anos.

De acordo com o vice-presidente Comercial, Trading e Shipping da Acelen, Cristiano da Costa, a parceria comercial suporta o crescimento da região, aumentando a oferta e competitividade do Brasil como opção de hub de abastecimento de combustíveis marítimos. “É uma excelente parceria, capaz de trazer competitividade ao abastecimento de bunker na região de São Luís do Maranhão”.

Para o mercado, a possibilidade de abastecer na área de fundeio é uma alternativa logística atraente e eficiente, pois permite que o fornecimento de combustível não interfira nas operações de carga e descarga nos terminais, otimizando o tempo de espera com redução de custos e das taxas portuárias.

“Também é uma opção conveniente para embarcações de longo curso e cabotagem que queiram optar pelo chamado Bunker Only Call, quando o navio se direciona àquela localidade apenas para abastecer”, explica o diretor de Combustíveis da Bunker One Brasil, Fillippe Fernandez.

Com práticas de excelência utilizadas globalmente, a operação será realizada pela Nova Offshore, subsidiária da Bunker One. A empresa de navegação afretou um navio-tanque altamente equipado e que conta com uma tripulação especializada para executar esse tipo de abastecimento. Com relação à segurança, o tanker é extremamente estável para navegação e atracação, além de cumprir requisitos para impedir o derramamento de óleo, com um contrato para resposta em caso de emergência.

Para conhecer profundamente a área de atuação nas operações de abastecimento em Itaqui, as duas empresas investiram em dois estudos: um meteoceanográfico das áreas de fundeio e outro de aproximação e amarração das embarcações nas operações de abastecimento. Para garantir excelência nas condições de operação, o estudo utilizou dados nacionais e internacionais para análise de vento e rajada, de ventos e ondas, assim como de correntes. O conhecimento detalhado das condições meteorológicas permite que sejam realizadas operações no mais alto padrão de fornecimento.

Acelen

Empresa de energia proprietária da Refinaria de Mataripe e seus ativos logísticos, investiu R$ 1,4 bilhão em eficiência operacional e aumento da capacidade de produção em 18%, equivalente a 245 mil barris de petróleo/dia, em seu primeiro ano de gestão. A companhia já representa 14% da capacidade total de refino do Brasil, é líder na comercialização de parafina na América Latina e é a maior exportadora da Bahia. Apostando na modernização e na compensação das emissões, diminuiu significativamente a pegada de carbono de sua operação.

Com isso, no período de um ano, foram 280 mil toneladas de CO2 a menos na atmosfera, o equivalente a mais de 22 mil hectares de árvores plantadas ou 1.196 Maracanãs em emissões de CO2. Com o objetivo de protagonizar a transição energética do Brasil, a Acelen vai investir R$ 12 bilhões em um projeto para produção de 1 bilhão de litros de combustíveis renováveis por ano, gerando 90 mil empregos e movimentando R$ 85 bilhões na cadeia produtiva nos próximos 10 anos, além de beneficiar milhares de agricultores familiares e recuperar terras degradadas.

Norteada pelos pilares de excelência operacional, geração de oportunidades e respeito às pessoas e ao meio ambiente, a empresa investe também em um centro de formação próprio, cursos de capacitação, tecnologias, segurança, pesquisa em inovação, iniciativas sociais e sustentabilidade, mantendo a continuidade e ampliação do abastecimento do mercado nacional e internacional de derivados de petróleo de forma segura e transparente. Saiba mais em acelen.com.

Bunker One

Subsidiária do grupo dinamarquês Bunker Holding, líder global no fornecimento e comercialização de combustíveis marítimos, com cerca de 15% de marketshare global. Com mais de 60 escritórios em 32 países, a Bunker Holding opera globalmente e atua como physical supplier por meio da Bunker One. No Brasil, a empresa é a única fornecedora de combustíveis marítimos com controle de todas as etapas da operação, oferecendo experiência local e cobertura global.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas