quarta-feira, dezembro 7, 2022
quarta-feira, dezembro 7, 2022

Bresco apresenta novo empreendimento da Natura em Alagoas

A Bresco, maior desenvolvedora e gestora brasileira de empreendimentos logísticos de alto padrão, entrega novo empreendimento para a Natura na cidade de Murici, a 53km de Maceió (AL). Com alta tecnologia, o novo espaço vai comportar uma operação com mais de 1,2 mil empregos diretos e 2,5 mil indiretos.

O projeto envolveu diversas equipes e autoridades locais, que trabalharam nas negociações finais desde agosto do ano passado. Para Fernando Pereira, Diretor de Engenharia da Bresco, o novo espaço representa a confiança da Natura com a qualidade que a obra foi concebida. “Além de tudo, o empreendimento está alinhado com as melhores práticas de construção, com destaque para inovação ambiental, tanto que já está em processo de certificação LEED”. Dentre os diferenciais de sustentabilidade estão uma usina solar, estação de tratamento de esgotos, sistema de reuso de águas e abastecimento para veículos elétricos.

A Natura possui outros nove centros de distribuição no Brasil e este, em Alagoas, é considerado o segundo maior do mundo. O qual concentrará, inicialmente, operações de duas marcas da companhia — Natura e Avon. Entre os objetivos está aprimorar a experiência com clientes na região, com maior eficiência logística e consequente redução dos prazos de entrega. Para isso a companhia investiu em alta tecnologia, trazendo equipamentos de última geração para a operação.

De acordo com Danilo Biajoli, Gerente de Relacionamento com clientes e locações da Bresco, o contrato de locação terá 15 anos de prazo mínimo. “A Natura possui uma relação sólida conosco, pois além deste novo empreendimento, também opera um centro de distribuição com mais de 34 mil m² em Itupeva, próximo a capital paulista, e outro na região metropolitana de Salvador com 11 mil m2”, comenta Biajoli.

Com investimentos na ordem de R$99 milhões e intenção de injetar mais de R$3 milhões mensais na economia de Murici por meio de contratos, salários e impostos, a gigante brasileira multinacional será responsável por cerca de 4,5% do PIB de Alagoas, colaborando para a transformação do polo industrial local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas