segunda-feira, agosto 15, 2022
segunda-feira, agosto 15, 2022

Em meio ao contrafluxo, mercado de startups cresce em 2022

No primeiro semestre de 2022, o mercado de startups foi um dos mais afetados pelo cenário econômico. De acordo com estudo realizado pela plataforma de inovação Distrito, os investimentos em startups do país recuaram 44% no semestre, totalizando US$ 2,9 bilhões (R$ 15,4 bilhões) e 327 transações. No mesmo período de 2021, os aportes chegaram a US$ 5,2 bilhões (R$ 27,7 bilhões) e 416 negociações.

Mesmo sentindo o efeito deste ambiente econômico conturbado, as startups estão se reinventando, alterando suas estratégias corporativas, operações e demonstrando habilidades de se adaptarem em contextos diferentes, para assim driblar o fluxo desfavorável atual e impulsionar seus negócios.

As 12 startups que continuam com resultados positivos e projetam crescimento para 2022:

ProUser Apps

Fundada em 2017, a ProUser Apps é uma empresa de tecnologia focada no desenvolvimento, produção de conteúdo e distribuição de aplicativos. Possui acordo de distribuição com grandes empresas no Brasil e Europa, como TIM, Claro, MEO (Portugal) e Yoigo (Espanha), e tem sob seu guarda-chuva os aplicativos de geolocalização Tô aqui, de ensino de idiomas Taplingo e o Reforça App, que traz a metodologia de flashcards para estudos com cartões com ilustrações, textos e áudios voltado para estudantes dos Ensinos Fundamental 2, Médio e que irão prestar o Enem e outros vestibulares.

Este ano, a startup avançou em seu projeto de expansão internacional e incluiu a Claro da Colômbia como sua nova parceira com os apps Taplingo e Tô Aqui. Dessa forma, a expectativa é ampliar a presença para mais 3 países até o fim deste ano. Como projeção, a startup também prevê fechar 2022 com o faturamento de R$ 37 milhões, contra os R$ 6 milhões do ano passado.

Sólides

Sólides, HRTech líder no Brasil com foco em PMEs, oferece a única plataforma all in one e uma metodologia exclusiva que ajuda as PMEs a crescerem, e segue transformando a gestão de pessoas por meio de inovação e tecnologia. Seu principal objetivo é facilitar o modo como as empresas atraem, desenvolvem e retêm seus talentos, reduzindo o turnover e aumentando as vantagens competitivas de seus clientes.

Em uma única plataforma, oferece as funcionalidades necessárias para os processos de RH e DP: Atração e Gestão de Talentos, Desenvolvimento e Performance, Engajamento e Retenção, Educação Corporativa, Benefícios, Serviços Financeiros e Rotinas de Departamento Pessoal. Também mantém o maior portal de educação de RH da América Latina, o RH Portal. Nos últimos três anos, a empresa cresceu cinco vezes e o número de clientes triplicou atingindo 12 mil empresas e mais de 4 milhões de vidas ativas gerenciadas por meio de sua plataforma, e desponta na liderança do segmento em meio ao ecossistema das Scale Ups no Brasil.

apepê

Incubado pela incorporada SKR, o apepê ganhou sua independência em 2021. Conceituado como um concierge digital condominial, a ferramenta é um facilitador totalmente focado nas necessidades do morador. Acompanhando as tendências do Living As A Service (LAAS), a plataforma une todas as funcionalidades necessárias para garantir uma experiência de moradia inovadora e a boa conexão de um condomínio, de forma simples, ágil e econômica.

Ele está presente em 80 condomínios e com mais de 13 mil usuários, majoritariamente, na faixa etária entre 25 e 45 anos, ele digitaliza a experiência de morar por meio de um ecossistema de serviços que facilitam o dia a dia, a comunicação entre os moradores é mais assertiva e dispensa a necessidade de compartilhar contatos pessoais, respeitando a privacidade de cada morador.

Desde sua criação, a empresa triplicou seus funcionários, duplicou o número de usuários e receita mensal, lançou duas novas plataformas complementares e fez 21 upgrades de sistema. Como projeção, o apepê pretende triplicar seu faturamento e aprimorar seu ecossistema operacional.

STANDOUT

A STANDOUT é uma martech referência em inteligência em trade marketing digital que auxilia marcas e indústrias a falarem diretamente com os seus públicos nas páginas de produtos dos e-commerces. A companhia desenvolveu uma plataforma que permite a criação, edição, publicação de vitrines digitais, além da distribuição automática e em tempo real das mesmas em mais de 250 e-commerces.

A companhia aposta em tecnologia e inovação para consolidar a comunicação entre indústrias e o perfil de consumidor. Além de entregar as informações úteis sobre os benefícios e diferenciais dos produtos conforme as necessidades das indústrias, a martech coleta e fornece uma série de informações do que está acontecendo com a vitrine dentro dos e-commerces para as indústrias/marcas, o que é decisivo para futuras estratégias. Hoje eles estão trabalhando com mais de 300 marcas, entre elas Dove, Omo, Campari, Absolut, Oral B, e outras.

Nos últimos dois anos (2020 e 2021), a empresa registrou um crescimento de 200%. Um dos principais motivos foi a transformação digital impulsionada e acelerada pela pandemia de Covid-19, que mudou o cenário dos negócios. Fundada em 2015, a STANDOUT, atingiu o break even em 2018 e sempre buscou crescer de forma sustentável, e projeta aumentar em 50% o número de produtos atendidos.

Raízs

Fundada em agosto de 2014, a Raízs nasceu com o propósito de conectar o pequeno agricultor de produtos orgânicos ao consumidor final, criando assim um laço entre a cidade e o campo. Entre os serviços estão as cestas por assinatura disponíveis no site, tanto para os consumidores quanto para os estabelecimentos. Em 2021, por exemplo, a empresa registrou crescimento de 200% em relação a 2020, que já havia sido um marco na história da foodtech. Além disso, alcançou a marca de 40 mil clientes em sua base, seja em pedidos avulsos ou assinatura de cestas.

Já em abril deste ano, a Raízs recebeu um aporte de R$ 20 milhões e se tornou a maior alternativa ao supermercado na categoria de orgânicos e saudáveis, investindo parte do valor para a ampliação do portfólio de produtos veganos, vegetarianos, clean label, saudáveis e de pequenos produtores. Reforçando também a confiança que os consumidores têm em comprar na foodtech, tendo sempre a garantia de que são produtos de origem comprovada.

Food To Save

Inspirada em um modelo europeu de combate ao desperdício de alimentos, a Food To Save, foodtech sustentável pioneira no setor que, desde sua recente fundação em 2021, já comercializou mais de 150 mil Sacolas Surpresa e evitou o descarte de mais de 200 toneladas de alimentos na Capital Paulista, no Grande ABC, Campinas (SP) e Rio de Janeiro. A foodtech iniciou 2022 com a marca de mais de 300 mil downloads do aplicativo, mais de 700 estabelecimentos parceiros nas regiões em que opera, além de mais de 300 toneladas de alimentos salvos, o que representa mais de 150 mil pedidos no aplicativo. Seu faturamento mensal é de mais de R$ 1 milhão, desde o início do ano.

Mais do que contribuir para um planeta mais sustentável, a startup engaja e empodera pessoas a reverem seus hábitos alimentares, projeta atingir a meta de ultrapassar a marca de 500 toneladas de alimentos resgatados e ampliar a operação para estados vizinhos, como Minas Gerais (MG) e Paraná (PR) até o final do ano, sempre com o foco de lutar contra o desperdício de alimentos no país.

Minds Digital

A Minds Digital, primeira ID Tech especializada em biometria de voz no Brasil, recebeu em maio uma rodada de investimento de R$ 1,5 milhão da BR Angels para fomentar as áreas de produto, comercial e marketing da startup. A empresa, que utiliza inteligência artificial para identificar padrões de comportamentos suspeitos em tempo real e diminuir os riscos em operações que envolvem autenticação por voz, já conseguiu prevenir R$ 20 milhões em fraudes bancárias e tem contribuído cada vez mais com o ecossistema antifraude. Em 2021, a Minds registrou crescimento de 52%, já para 2022, a projeção da empresa é ter um crescimento três vezes maior, com foco na experiência do usuário e nas melhorias da plataforma.

RoutEasy

Entregas não realizadas no horário previsto, emissão de CO2, distância percorrida e tempo de roteirização estão entre as principais dores das empresas que atuam no setor de logística. É o que consta na base de dados da RoutEasy, startup que oferece soluções 360 no segmento. Desde 2019, a marca viu a adesão aos seus serviços crescer rapidamente ao solucionar os principais conflitos logísticos. Ao intermediar processos de logística de empresas de pequeno porte, a RoutEasy cresceu 148% em seu primeiro ano de atuação. No entanto, em 2019, a startup recalculou a estratégia de clientes e prospects focando em enterprises e rotas com mais de 10 veículos.

O novo posicionamento foi bem sucedido: em 2019, o crescimento foi de 464%, em 2020, de 205% e em 2021 de 216%. Já o número de funcionários foi de 13 em 2018 para 93 em 2022. Atualmente, a RoutEasy apoia mais de 320 clientes com gestão, otimização e orquestração de serviços. A empresa foi criada em 2016 a partir das pesquisas feitas pelo fundador e atual CEO Caio Reina, durante o mestrado em Engenharia de Transportes na Poli-USP.

BossaBox

A BossaBox, startup pioneira a operar por squad-as-a-service no Brasil, seguiu as principais mudanças que o mercado da tecnologia, e viu seu faturamento e clientes saltarem no último ano. Em 2021, a empresa registrou R$ 13 milhões no caixa, e a previsão para 2022 é de que esse número chegue a R$ 28 milhões. A startup também teve grande destaque no aumento da diversidade de profissionais, com crescimento de 137,01% mulheres chegando para incorporar os times e projetos. Com isso, a empresa conecta squads remotos de alta performance a startups e empresas que estão precisando aumentar sua capacidade em Produto e Tecnologia. Até agora, a quantidade de clientes que a BossaBox tem projetos vigentes é de cerca de 23, entre grandes empresas e scale-ups.

Nubbi

A Nubbi é uma edtech com sede em Poços de Caldas-MG, que oferece educação de nível técnico e profissionalizante. Fundada em 2018 por Marcus Lemos, Gabriel Tatibana, Fabricio Carvalho e Claudio Almeida, a startup desenvolveu o conceito de Ensino Sem Distância – ESD, uma metodologia exclusiva que oferece educação por meio de uma metodologia simplificada e uso de recursos tecnológicos, lúdicos e interativos; com a finalidade de aproximar cada vez mais o aluno do conteúdo que ele precisa assimilar.

A empresa trabalha nos mercados B2C, B2B e B2B2C, com cursos profissionalizantes e técnicos e tecnologia educacional, sendo produtos de prateleira e/ou desenvolvimento sob demanda, com foco na prática do aluno. Entre as plataformas que desenvolve, a principal delas é a LEVEDUCA, streaming de educação com foco em oferecer conteúdos para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus alunos.

Em 2021, a empresa realizou R$ 9 milhões em vendas e obteve faturamento bruto de R$ 6 milhões; em 2022 projeta vender R$ 15 milhões e alcançar faturamento bruto de R$ 10 milhões. Até o primeiro semestre deste ano, o crescimento em vendas e faturamento foi superior a 70%, na comparação com o mesmo período de 2021. Com alunos em mais de 10 países, os cursos da Nubbi estão disponíveis para o acesso de 3,6 milhões de pessoas.

ChatClass

Startup que visa revolucionar a educação por meio do uso de aprendizado via chat e desenvolveu sua Inteligência Artificial que funciona via WhatsApp, aplicativo que atinge 99% dos smartphones do país. A tecnologia da ChatClass possibilita que profissionais de diversas áreas e funções se aprimorem de forma interativa, prática e rápida. A edtech já foi selecionada para programas como Estação Hack do Facebook, Google for Startups, além de presença em rankeamentos internacionais de inovação na educação como Holon IQ, GSV Cup, e Endeavor Scale Up. A ChatClass, que anunciou recentemente ser uma das ganhadoras do Learning Engineering Tools Competition, disputa que selecionou os mais promissores projetos e plataformas de transformação da educação a partir do uso de novas soluções de tecnologia, teve um faturamento de R$ 3 milhões em 2021 e para 2022 a previsão é aumentar em 40%.

Sólides

Sólides, HRTech líder no Brasil com foco em PMEs, oferece a única plataforma all in one e uma metodologia exclusiva que ajuda as PMEs a crescerem, e segue transformando a gestão de pessoas por meio de inovação e tecnologia. Seu principal objetivo é facilitar o modo como as empresas atraem, desenvolvem e retêm seus talentos, reduzindo o turnover e aumentando as vantagens competitivas de seus clientes. Em uma única plataforma, oferece as funcionalidades necessárias para os processos de RH e DP: Atração e Gestão de Talentos, Desenvolvimento e Performance, Engajamento e Retenção, Educação Corporativa, Benefícios, Serviços Financeiros e Rotinas de Departamento Pessoal.

Também mantém o maior portal de educação de RH da América Latina, o RH Portal. Nos últimos três anos, a empresa cresceu cinco vezes e o número de clientes triplicou atingindo 12 mil empresas e mais de quatro milhões de vidas ativas gerenciadas por meio de sua plataforma, e desponta na liderança do segmento em meio ao ecossistema das Scale Ups no Brasil.

Nos últimos dois anos (2020 e 2021), a Sólides cresceu cinco vezes o número de clientes e mais que dobrou de tamanho. Com a aquisição do Tangerino, neste ano, a empresa atingiu a marca de mais de 20 mil clientes e, para o final do ano, a meta é dobrar de tamanho este número. Além disso, na contramão da onda de layoff, a Sólides manteve 100% do time e ainda tem vagas estratégicas em aberto para preencher.

3C Plus

Com gestão completa, discador automático, URA ativa e receptiva, números receptivos, webphone, AMD, bina inteligente e muito mais, a 3C Plus é o sistema de call center que oferece tudo para garantir a alta performance da operação de cobrança, vendas e SAC, que utilizam o telefone como principal meio de comunicação ativo ou receptivo. Fundada em 2014 e 100% em nuvem, a empresa que nasceu em Guarapuava, interior do Paraná, vive hoje o seu melhor momento. Isso porque teve um crescimento de 255% em 2021, quando chegou a faturar R$ 4,5 milhões. Em constante crescimento, a startup que chegou neste ano a 50 colaboradores, pretende finalizar 2022 com 100 funcionários, além de projetar um faturamento de R$ 16 milhões.

Leia mais:

Lojas Quero-Quero registra receita bruta de mais de R$ 624 milhões no 2º trimestre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas