terça-feira, setembro 27, 2022
terça-feira, setembro 27, 2022

Unipar tem lucro líquido de quase R$1 bilhão no primeiro semestre

A Unipar, líder na produção de cloro e soda e uma das maiores produtoras de PVC na América do Sul, anunciou seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2022. Dando continuidade aos robustos números apresentados nos períodos anteriores, a companhia registrou aumento de 118% no lucro líquido em relação ao mesmo período do ano anterior, ultrapassando R$539 milhões. A receita líquida cresceu 72,3%, superando R$2 bilhões, se comparado com o mesmo período de 2021 e o EBITDA atingiu R$861 milhões no trimestre, número 102,2% maior na comparação com o 2T21.

Se considerado o acumulado deste ano, a companhia registrou lucro líquido 87,2% superior do que o primeiro semestre de 2021, totalizando R$988 milhões. Além disso, a Unipar apresentou receita líquida de R$,9 bilhões e EBITDA de R$1,7 bilhão que foram, respectivamente, 57% e 70,3% maiores do que os registrados no mesmo período do ano anterior.

Os resultados foram impulsionados pela restrição da oferta de produtos internacionais e a alta demanda global no setor químico, assim como no trimestre anterior. A companhia manteve seus níveis históricos registrados no uso da capacidade instalada, chegando a 87% neste período.

“Os números ressaltam nossa atuação em direção ao crescimento sustentável. Temos registrado resultados consistentes e sólidos nos últimos anos, consequência de ganhos de eficiência operacional aliados à conjuntura favorável. Estamos no caminho certo para atingir o objetivo de dobrar de tamanho nos próximos dez anos. O empenho de todo o time e nosso planejamento estratégico gera impactos positivos para todo o nosso ecossistema”, afirma Mauricio Russomanno, CEO da Unipar.

Como parte desse processo e visando a expansão geográfica com foco na ampliação da competitividade, a companhia anunciou seu primeiro projeto greenfield para a construção de uma nova planta no Polo de Camaçari, na Bahia. Com o objetivo de estar mais próximo dos clientes e atender o potencial aumento de demanda gerado pelos projetos ligados ao marco do saneamento, a Unipar irá investir cerca de R$140 milhões na nova planta no Nordeste, que terá capacidade instalada de produção de cerca de 10 mil toneladas de cloro ao ano e deverá estar em operação em 24 meses.

“O impacto das incertezas e dos desafios gerados pelo cenário global já são percebidos na atividade industrial, entretanto, estamos preparados para atender a demanda e gerar valor com visão de perenidade aos nossos stakeholders. Seguimos fortalecendo nossa cultura e visamos expandir nossos negócios no Brasil e na Argentina. Os investimentos na capacidade operacional na planta de Santo André e a nova unidade na Bahia são os primeiros passos na trilha que traçamos para 2022”, conclui Russomanno.

Equipe e pessoas

Como um dos pilares estratégicos da companhia, a Unipar busca a melhoria contínua de suas ações voltadas à gestão de pessoas. Por isso, participou pela primeira vez da pesquisa Great Place To Work (GPTW) que avaliou o índice de favorabilidade dos colaboradores em relação à companhia, nas unidades no Brasil e na Argentina. O resultado foi a certificação pelo selo GPTW, um dos mais importantes no País no segmento de gestão de pessoas.

Outra certificação importante foi a da plataforma EcoVadis que, em junho deste ano, elevou o resultado da planta de Santo André de prata para ouro, reconhecendo o desenvolvimento de práticas de Responsabilidade Social Empresarial (RSE).

Sustentabilidade e o DNA da Unipar

A Unipar é reconhecida por realizar ações e projetos com impacto social nas comunidades vizinhas às suas fábricas. Com o avanço da sua diretriz de sustentabilidade, a companhia elegeu o saneamento e o desenvolvimento humano como pilares para seu Investimento Social Privado e investiu R$11 milhões em projetos que serão realizados entre 2022 e 2023 e devem impactar positivamente mais de 850 mil pessoas no biênio.

Entre os projetos de alcance nacional voltados para cultura estão o MASP e o Museu de Arte Moderna (MAM-SP), onde passou a ser mantenedora do museu e de seu eixo temático para arte e ecologia. A companhia ainda patrocina o Museu Imperial e a exposição Olhar Germânico na Gênese do Brasil, realizada no mesmo museu em Petrópolis, já na Argentina, apoia o Projeto Educação Alimentar para uma Infância Saudável da Fundação Cecília Grierson.

“A oportunidade de colaborar com esses e outros projetos nos enche de orgulho e estão em linha com o nosso propósito de transformar a vida das pessoas e contribuir com o desenvolvimento humano, especialmente nas comunidades onde estamos inseridos”, reforça Russomanno.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas