quarta-feira, fevereiro 21, 2024
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Sufotur

VLI aumenta capacidade de exportação com novo calado no Tiplam, na Baixada Santista

A projeção nacional de safras recordes de grãos e açúcar e a nova profundidade no canal do Terminal Integrador Portuário Luiz Antônio Mesquita (Tiplam), localizado na parte central do porto de Santos, trazem perspectivas otimistas para a VLI – operadora da Ferrovia Centro-Atlântica – em 2023. O desassoreamento realizado pela companhia no local aumentou a capacidade dos berços de exportação, com resultados imediatos.

Em consequência disso, no último mês, o terminal atingiu um marco histórico, ao realizar o primeiro embarque de mais de 70 mil toneladas em um único navio, carregado de açúcar – o que reflete a contribuição da VLI para o incremento de competitividade para as exportações da commodity, que segue em pico de safra até agosto, no Porto de Santos.

“O desassoreamento do canal é uma atividade rotineira nos portos brasileiros, que realizamos a cada dois anos para manutenção no Tiplam. O serviço é fundamental para dar continuidade ao volume crescente de exportações por meio do terminal e reforça a capacidade da companhia de atender aos nossos clientes em um período em que são esperadas safras recordes de açúcar e de grãos”, explica o gerente-geral de Operações do Tiplam, Denilson Fernandes.

O desassoreamento que resultou no aumento do calado foi realizado entre os dias 1 e 25 de fevereiro, quando o levantamento batimétrico apontou possibilidade de melhoria para os berços de exportação 2 e 3, com aumento de 15 cm. O serviço foi executado com a devida licença do órgão ambiental (Cetesb) e autorização da Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos. A VLI também monitorou todas as questões relacionadas ao meio-ambiente, incluindo a disposição de sedimentos conforme determinação dos órgãos responsáveis. A profundidade passou a ter 13,35 metros e resultou no aumento da capacidade de embarque em mil toneladas por navio, que correspondem a 120 mil toneladas a mais por ano.

O embarque de cargas realizado pelo Tiplam é uma das principais etapas da cadeia logística criada pela VLI no Corredor Sudeste da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), rota de alta relevância para o escoamento nacional de granéis agrícolas. Os terminais integradores de Guará (açúcar) e Uberaba (grãos) recebem e encaminham para o Tiplam, através da FCA, a safra de algumas das principais regiões produtoras do país como Mato Grosso, Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Atualmente, o terminal é responsável pela movimentação de cerca de 1/5 do açúcar exportado pelo Porto de Santos.

No ano passado, foram exportadas cerca de 8,1 milhões de toneladas de produtos do agro contra 7,3 milhões de toneladas em 2021. A movimentação total de cargas no Tiplam também teve aumento, atingindo a marca de 11,7 milhões de toneladas em 2022.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas