quarta-feira, fevereiro 21, 2024
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Sufotur

Terminal sob nova concessão bate recorde de produtividade no Porto de Paranaguá

A Fortepar – terminal especializado na armazenagem e operação de cargas gerais e açúcar ensacado no Porto de Paranaguá – iniciou as atividades com recorde de produtividade, entre os dias 3 e 10 de junho. Nesta primeira operação, em apenas 12 horas foram carregadas no navio Halit Yildirim, 3.003 toneladas de açúcar ensacado produzido em Presidente Prudente, interior paulista, movimentação 70% maior do que a produtividade (prancha mínima) exigida pelo Porto, que é de 3.500 toneladas em 24 horas.

O terminal, armazém 6AB dentro das instalações do porto paranaense, embarcou 25 mil toneladas de açúcar em sacas para exportação, com destino ao Sul da África.

“Normalmente um embarque com esta quantidade é realizado em 10 dias, a Fortepar realizou em 8 dias. Atuamos com eficiência e agilidade, buscando sempre os melhores resultados para os clientes”, afirmou Valdecio Bombonatto, diretor-presidente do Grupo FTS Par, que venceu a concessão do terminal.

Mercado Açúcar

O Brasil é o maior exportador mundial de açúcar. De acordo com dados do 1º Levantamento de Cana-de-Açúcar divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de cana-de-açúcar na safra 2023/2024 deve crescer 4,4% em relação ao ciclo 2022/23, estimada em 637,1 milhões de toneladas.

Ainda segundo o levantamento da Conab, a fabricação de açúcar na região Centro-Sul deve chegar a 38,77 milhões de toneladas, sendo a segunda maior já registrada na série histórica, atrás apenas da temporada 2020/2021, que ficou em 41,25 milhões de toneladas.

Marcelo Alves, da empresa MPAX – Logística e Participações, responsável pelo comercial da operação, explica que o momento é interessante para o açúcar ensacado.

“No mercado mundial, o Brasil é o maior exportador, seguido de Índia e Tailândia. Esses dois países, nos últimos anos, apresentaram uma menor oferta de açúcar para exportação. O Brasil vem preenchendo a lacuna e ganhando mercado.”

Com menos produto no mercado o preço tende a subir. Desde 2020, o preço da saca do açúcar dobrou. “Em 2023, o açúcar atingiu o maior patamar de preço desde 2012. Hoje sem imposto o açúcar está custando cerca de R$147 a saca de 50 quilos. O mercado do açúcar no Brasil deve estar aquecido pelo menos até 2025”, conclui Marcelo.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas