domingo, julho 21, 2024
domingo, julho 21, 2024

Klabin inicia a operação da segunda máquina de papel do Projeto Puma II

Maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e soluções sustentáveis em embalagens de papel do Brasil, a Klabin dá mais um passo importante em sua estratégia de expansão com o início de operação da Máquina de Papel 28 (MP28), em Ortigueira (PR). Com tecnologia avançada, o equipamento foi projetado para desenvolver cartões com mais resistência e qualidade, direcionados, principalmente, para os segmentos de alimentos e bebidas, como embalagens longa vida, cerveja em lata e garrafa, industrializados (cereal, chocolate, pizza, entre outros) e para o crescente setor de food service (copos e bandejas).

A nova máquina possui 300 metros de extensão e tem capacidade para produzir 460 mil toneladas anuais, com flexibilidade para White Top Liner e Kraftliner. A Máquina 28 permitirá também que a Klabin desenvolva o papel-cartão branco, reforçando o seu modelo de negócio integrado e diversificado, e consolidando a empresa como uma das maiores produtoras de papel-cartão do mundo.

Com aporte de R$ 12,9 bilhões, o Projeto Puma II é o maior investimento nos 124 anos de história da Klabin e o maior feito por uma empresa privada no Paraná. A primeira etapa do projeto foi marcada pelo startup da Máquina de Papel 27 (MP27), em 2021, que produz o Eukaliner®, papel Kraftliner feito 100% com fibras de eucalipto, que permite redução da gramatura com aumento da resistência e melhor qualidade de impressão nas embalagens de papelão ondulado, além de otimizar área florestal necessária para a sua produção (menos recurso para a fabricação do mesmo volume de papel).

“O investimento da Klabin no Projeto Puma II foi essencial para nos prepararmos para o crescimento que almejamos no segmento de papéis para embalagens. Acreditamos no papel-cartão como uma das rotas de geração de valor a partir de um mix de produtos diversificado, que promove mais flexibilidade para os nossos negócios”, ressalta Flávio Deganutti, diretor do Negócio de Papéis da Klabin.

“O início da operação da MP28 é o principal marco da segunda etapa do Projeto Puma II e representa um expressivo momento para a nossa história. Avançamos ainda mais em inovação e tecnologia, com um projeto estado da arte, que será referência mundial em sustentabilidade, com menor uso específico de água, energia e químicos, além de elevado grau de automação, em linha com a indústria 4.0”, afirma Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade e Projetos da Klabin.

Regionalmente, as duas fases das obras do Projeto Puma II geraram mais de 44 mil empregos diretos e indiretos. Além de estimular as empresas parceiras a contratarem trabalhadores locais, a Klabin também valorizou a mão de obra investindo em formação técnica nos municípios da região dos Campos Gerais, no Paraná.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas