quarta-feira, julho 24, 2024
quarta-feira, julho 24, 2024

Gás Verde investe R$600 milhões em projeto de expansão para cinco estados

Líder na produção de biometano no país, com mais de 50% do mercado, a Gás Verde, do Grupo Urca Energia, acaba de adquirir a empresa portuguesa ENC Energy e suas oito térmicas a biogás. Assim, a Gás Verde passa a atuar em mais cinco estados brasileiros: São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Maranhão. As usinas, que atualmente produzem energia elétrica a partir de biogás, serão convertidas em unidades de biometano, num investimento total de R$ 600 milhões até 2026, incluindo logística.

Com a operação, a Gás Verde passa a processar, de imediato, 1 milhão de metros cúbicos/dia de biogás e consolida sua posição de liderança no mercado. Atualmente, a empresa produz 130 mil m3/dia a partir do Aterro Sanitário de Seropédica (RJ), o maior da América Latina.

“Com esse projeto de expansão, a Gás Verde passa a oferecer a cada vez mais empresas uma solução definitiva para reduzir e até eliminar as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE), a partir de um combustível 100% renovável. Ou seja, seguimos firmes no nosso compromisso de apoiar a jornada NetZero dos nossos clientes, num mundo marcado pelo agravamento da crise climática”, afirma o CEO da Gás Verde, Marcel Jorand.

Ainda em 2023, a produção da Gás Verde em Seropédica será elevada para 170 mil m3/dia, chegando a 200 mil m3/dia em 2024. A partir de 2025, as térmicas a biogás da Gás Verde, localizadas em São Luís (MA), Igarassu (PE), Nova Iguaçu (RJ) e São Gonçalo (RJ), também serão convertidas em unidades produtoras de biometano da Gás Verde. Com isso, em 2025, a companhia alcançará a marca de 470 mil m3/dia de biometano e, em 2026 chegará aos 580 mil m3/dia.

“A ENC é uma das empresas do nosso portfólio com maior impacto na mitigação das mudanças climáticas, evitando a emissão de mais de 800 mil toneladas de CO2 a cada ano. Temos certeza que, nas mãos do Grupo Urca Energia, esse impacto positivo continuará crescendo”, explica Alexandre Alvim, Managing Partner da GEF Capital, antiga controladora da ENC.

O biometano é um combustível 100% renovável que reduz em 99,9% as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Produzido a partir de biogás de resíduos de aterros sanitários, o biometano pode ser utilizado no processo produtivo de indústrias e para abastecer veículos, em substituição a todo tipo de combustível poluente, como o diesel, GLP, óleo combustível, gás natural e gasolina, por exemplo. O biocombustível produzido pela Gás Verde em Seropédica abastece grandes indústrias, como a siderúrgica Ternium e a fabricante de bebidas Ambev (primeira cervejaria movida 100% a biometano do país, localizada em Cachoeira de Macacu), além de 40 postos de combustíveis no estado do Rio de Janeiro.

O Brasil tem potencial para atingir cerca de 117 milhões de Nm3/dia de biometano, o suficiente para substituir 70% do consumo de diesel no país. Com 100% de produção nacional, o biometano é um combustível inteiramente limpo e renovável e, além de praticamente zerar as emissões de gases de efeito estufa, tem a vantagem de ser imune às oscilações da taxa de câmbio e da cotação internacional do barril do petróleo.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas