domingo, junho 23, 2024
domingo, junho 23, 2024

Nexa alcança EBITDA ajustado de US$ 133 milhões no primeiro trimestre

A Nexa, uma das cinco maiores empresas mineradoras de zinco do mundo, fechou o primeiro trimestre de 2023 com uma produção de 75 mil toneladas de zinco, proveniente de suas operações de mineração, um incremento de 13% na comparação ao mesmo período do ano passado. Esse resultado é decorrente do aumento no volume de minério tratado e o maior grau de zinco médio gerado nas operações de Cerro Lindo e El Porvenir, no Peru. Se compararmos com o quarto trimestre de 2022, a produção de zinco foi relativamente estável, tendo uma ligeira queda de 0,1% (74,9 mil toneladas).

Além do crescimento na produção de zinco, houve aumento na produção total chumbo com 15,2 mil toneladas, sendo 22% maior que no primeiro trimestre de 2022; no mesmo período foram produzidas 2,4 milhões de onças de prata, 9% maior; e 6,5 mil onças de ouro, 1% maior neste trimestre. Em contrapartida, a produção de cobre teve uma queda de 11%, com 6,1 mil toneladas.

No trimestre, as vendas de zinco metálico e óxido de zinco, produtos provenientes das operações de metalurgia, foram de 143,8 mil toneladas, um aumento de 7%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em comparação com último trimestre, as vendas caíram 14% devido menor sazonalidade na demanda por produtos no período.

“Começamos 2023 no contexto de um ambiente externo desafiador e volátil, liderado pela recente recuperação econômica da China, a guerra Rússia-Ucrânia em curso e as persistentes pressões inflacionárias que afetam todos nós. Geramos resultados sólidos, apesar dos eventos externos que atingiram temporariamente nossas operações, incluindo os níveis incomuns de chuvas fortes e o transbordamento de rios causados pelo ciclone Yaku, que afetou algumas áreas do Peru, incluindo a região onde está localizada a nossa mina de Cerro Lindo. Olhando para os próximos meses, continuamos avançando em direção a conclusão da fase de ramp-up em Aripuanã, o que contribuirá para melhorar nosso perfil operacional e nossa capacidade de geração de caixa”, destaca Ignacio Rosado, CEO da Nexa.

A receita líquida deste trimestre foi de US$ 667 milhões, uma queda de 7% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, devido aos menores preços dos metais LME (London Metal Exchange), parcialmente compensados por maiores volumes de vendas. Na comparação com o quarto trimestre de 2022, houve uma redução de 14%, na receita líquida. Com isso, o prejuízo líquido da companhia foi de US$ 15 milhões no trimestre frente aos US$ 81 milhões registrados no quarto trimestre de 2022 e ao lucro líquido de US$ 74 milhões do primeiro trimestre do ano passado.

O EBITDA ajustado do trimestre foi de US$ 133 milhões, uma redução em relação aos US$ 217 milhões do primeiro trimestre do ano passado, mas com um aumento perante os US$ 120 milhões do quatro trimestre de 2022, que representa um incremento de 11%. Esse aumento é explicado pelas mudanças nos preços de mercado, resultando em ajustes positivos no período de cotação, efeito positivo do estoque no segmento de fundição, menor despesa com manutenção e serviços e reversão de estoque de baixa rotatividade registrado no último trimestre.

Investimentos em CAPEX devem alcançar US$ 310 milhões em 2023

Neste primeiro trimestre, a Nexa investiu US$ 56 milhões na sustentação das suas operações, incluindo US$ 15 milhões na mina de Aripuanã, no Mato Grosso. A expectativa é que o desembolso de investimentos acelere nos próximos trimestres. No mesmo período, foram investidos US$ 21 milhões em exploração e avaliação de projetos, com foco na estratégia de longo prazo, que é manter os esforços em substituir e aumentar as reservas e recursos minerais da empresa e avançar com a estratégia de ESG.

Continuidade nas operações da mina de Aripuanã

As atividades da unidade de Aripuanã (MT) estão focadas em aumentar constantemente a taxa de produção da planta, bem como a confiabilidade dos ativos, teores de concentrado e a qualidade do minério. Nos meses de janeiro e fevereiro, a planta obteve um desempenho em torno de 57% da capacidade nominal, frente os 53% gerados no último trimestre.

Em março, a companhia optou por realizar ajustes operacionais, após o período chuvoso, além de otimizar o monitoramento detalhado da planta. Essas medidas contribuirão significativamente para o desempenho geral do ativo e, consequentemente, para a estabilização da produção, visando atingir a capacidade nominal no segundo semestre deste ano.

Nexa avança nos pilares ESG (Environmental, Social e Governance)

Em fevereiro, a companhia avançou nos testes, em escala industrial, da destinação a seco de resíduos na unidade de Três Marias. O objetivo desta iniciativa é filtrar os resíduos gerados para posterior destinação para o processo de empilhamento a seco. Os resultados iniciais foram positivos com a expectativa de filtrar 85% do material da operação até o final de 2023.

Outro destaque é o projeto “Gente Cuidando das Águas”, em Vazante, na região Noroeste de Minas, único projeto brasileiro entre os 200 apresentados no Diálogo Regional da Água, organizado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, das Nações Unidas. A iniciativa tem como objetivo recuperar nascentes de água na bacia do rio Santa Catarina, por meio da vedação de áreas e atividades relacionadas à educação ambiental em escolas e comunidades do entorno. Desde 2018, 140 nascentes foram protegidas.

Ainda no mês de abril, Renata Penna, que ingressou na companhia como Assessora Jurídica Chefe e Chefe de Governança em 2017, foi promovida ao cargo de Vice-Presidente Jurídica e de Governança da Nexa. Nesse sentido, a Nexa segue empenhada em melhorar a diversidade de gênero na liderança, alinhada com a estratégia de negócios e objetivos para promover uma cultura mais plural.

Nexa

A Nexa Recursos Minerais é uma das maiores mineradoras de zinco do mundo. Atua há mais de 60 anos nos segmentos de mineração e metalurgia, com operações localizadas no Brasil e no Peru e escritórios em Luxemburgo e Estados Unidos, fornecendo seus produtos para todos os continentes do mundo. Seus colaboradores atuam, todos os dias, focados na construção da mineração do futuro, para ser cada vez mais sustentável, inovadora e com as melhores práticas de segurança e respeito às pessoas e ao meio ambiente. Desde 2017, suas ações são negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, sendo seu acionista majoritário a Votorantim S.A. Para mais informações, acesse o site da Nexa.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas