sexta-feira, fevereiro 3, 2023
sexta-feira, fevereiro 3, 2023

Recuperação judicial milionária do Grupo Araporã Bioenergia é aprovada

O Grupo Araporã Bioenergia, localizado em Araporã (MG), teve seu Plano de Recuperação Judicial aprovado, permitindo o soerguimento do Grupo e o alongamento de suas dívidas, hoje no valor aproximado de R$450 milhões, considerando os créditos sujeitos e não sujeitos ao Plano.

O Grupo que detém mais de 49 anos de atuação no setor sucroalcooleiro, em 2021, se viu obrigado a ajuizar o processo de recuperação judicial diante das dificuldades do setor na região e de descompassos financeiros, sobretudo após o fundo norte-americano Amerra ajuizar execução no valor de R$ 180 milhões, aproximadamente.

A Quist Investimentos, empresa especializada em recuperação judicial há mais de 14 anos, atua como assessora financeira da reestruturação. Segundo Vinicius Hunke, Sócio-Diretor da Quist Investimentos, “a recuperação judicial foi essencial para colocar todos os credores em uma negociação coordenada e buscar o alinhamento que coubesse dentro do bolso da empresa, e que fosse bom também para os credores. Por isso, tivemos essa aprovação de praticamente 80% deles”.

O advogado do escritório Galdino & Coelho Advogados, Gabriel Barreto, responsável pela recuperação judicial do Grupo, destacou que “o procedimento se mostrou imprescindível para a manutenção do Grupo e para proteção de todos os interesses envolvidos na reestruturação desta importante usina do setor sucroenergético”.

O advogado esclarece ainda que “o Plano, além de garantir o pagamento dos credores dentro da sua capacidade financeira, confere ao Grupo a possibilidade de buscar novos financiamentos dentro da recuperação judicial (DIP) ou até mesmo a possibilidade de venda usina, via UPI, com mecanismos mais transparentes, seguros e eficientes, inclusive com a possibilidade de direitos de preferência (Stalking Horse e Right to Top)”.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas