terça-feira, setembro 27, 2022
terça-feira, setembro 27, 2022

Falconi amplia modelo de inovação aberta e investe em mais uma startup

Com o objetivo de chegar a 2025 com 30% do seu faturamento provenientes de soluções e produtos lastreados por tecnologia e inteligência artificial, a Falconi anunciou uma iniciativa de inovação aberta. A maior consultoria brasileira de gestão empresarial e de pessoas divulgou o investimento na Minehr, startup fundada em 2020 que desenvolve soluções tecnológicas de people analytics para o mercado de Gestão de Pessoas.

O investimento inclui tanto capital financeiro quanto intelectual. Com ele, a Falconi se torna sócia da HR Tech que já conta com clientes como Faber-Castell, SLC Agrícola, Vivo e Energisa. E como primeiro fruto do aporte de smart capital, as duas lançam neste mês uma plataforma de people analytics desenvolvida para ajudar as empresas a tomarem melhores decisões na área de gestão de pessoas a partir da análise preditiva de dados.

Com a solução de Data and Human Development Oriented System (DAHDOS) é possível:

  • Integrar e centralizar dados de colaboradores em um único lugar;
  • Automatizar processos de tratamento dos dados;
  • Analisar características de perfis com alto risco de comportamento indesejado;
  • Ranquear os fatores de maior influência para determinados comportamentos;
  • Gerar insights que apoiem as companhias em temas como, por exemplo, permanência de talentos e turnover.
  • Expansão Digital

O negócio com a Minehr é mais um movimento de expansão crescente da Falconi em mercados digitais. A expansão começou há dois anos, com o lançamento da startup FRST – Falconi Road of Skills & Talents, focada em aceleração de pessoas. E segue em ritmo acelerado. Mais recentemente, a Falconi anunciou o spin-off da Dayway, de gestão de rotinas por aplicativos, e a criação da plataforma de APIs Falconi Brain.

“Vivemos em um ambiente propício à inovação, à agilidade e à colaboração, temas que ganharam mais força neste momento pós-pandemia”, analisa o CEO da Falconi, Viviane Martins, comentando que a construção de um ambiente “people-centric” se tornou um dos principais desafios para líderes de negócios ao redor do mundo, incluindo o Brasil.

É justamente este o ponto que a Minehr endereça. Usando dados para a geração de insights, através de dashboards customizáveis e análises avançadas à disposição do cliente, a plataforma usa modelos preditivos para apoiar a tomada de decisões.

“A Minehr surgiu de uma vontade de inovar e ajudar na revolução da área de Gestão de Pessoas como principal influenciador nas decisões do negócio sobre pessoas. Nós acreditamos que, ao fornecermos dados e análises de qualidade às lideranças, empoderamos decisões estratégicas que geram mais resultados para o negócio e que sejam mais justas para os colaboradores”, diz o CEO da startup, Renan Nishimoto.

O investimento da Falconi está alinhado com um movimento de mercado que ganhou força nos últimos anos. Depois de bater o recorde histórico e ultrapassar US$ 9,6 bilhões em investimentos, a expectativa é que o ecossistema brasileiro de inovação levante mais de US$ 10 bilhões até o fim de 2022, segundo a plataforma de inovação aberta Distrito.

Para Viviane Martins, a parceria com a Minehr também é mais um exemplo de relação ganha-ganha, comum a iniciativas de inovação aberta e prioritária nos planos da Falconi. “Fomentar a inovação é a principal forma de se chegar neste tipo de parceria”, afirma.

Sobre a Falconi: A Falconi é a maior consultoria brasileira de gestão empresarial e de pessoas. Sua atuação é marcada pelo uso de tecnologia de ponta e inteligência de dados para acelerar a geração de valor sustentável para seus clientes. Com projetos em mais de 40 países, atua em 50 diferentes segmentos da economia, diferenciando-se pela reconhecida capacidade de implementação de projetos a nível estratégico (estratégia, modelo de negócios e estrutura organizacional), tático (implementação e alinhamento de processos e metas) e operacional (alinhamento e acompanhamento de operações).

Em 2017, iniciou expansão para outros segmentos – através de spin-offs, lançamento ou participações acionárias e criação de novas unidades de negócios na consultoria. Hoje, como grupo, reúne uma dezena de marcas e conta com operações nas áreas de desenvolvimento de pessoas; de softwares e aplicativos para gestão; de investimentos privados e no segmento editorial, entre outros. Também ampliou o escopo da própria consultoria para incluir o atendimento especializado para médias empresas. O grupo conta com um time de mais de 1,2 mil talentos, espalhados por quatro continentes, e tem escritórios no Brasil, nos Estados Unidos e no México.

Minehr

Em 2020, uma nova startup do setor de HR Tech nasceu com o foco em desenvolver soluções tecnológicas de people analytics. Movidos pelo propósito de elevar a gestão de pessoas no Brasil a um outro patamar, a Minehr reúne expertises em gestão de pessoas, tecnologia e negócios para construir uma solução capaz de acelerar a transformação data-driven nas organizações mundo afora.

Segundo a empresa e pesquisas de mercado, 85% das lideranças sabiam que ter dados em mãos para tomadas de decisão era uma prioridade, mas somente 20% delas tinham suas demandas atendidas pelas informações que o RH conseguia fornecer. Assim, em parceria com a Falconi, desenvolveram a DAHDOS: uma plataforma completa de people analytics para empoderar profissionais de RH, business partners e gestores a tomarem decisões de forma mais eficiente, precisa e proativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas