sexta-feira, fevereiro 3, 2023
sexta-feira, fevereiro 3, 2023

Easy B2B levanta R$1,4 milhão em investimentos na CapTable

Por meio de oferta pública, a plataforma de investimentos em startups da StartSe, CapTable captou mais de R$1,4 milhão em aporte para a Easy B2B, startup que nasceu durante uma imersão no Vale do Silício e atualmente é avaliada em R$ 14,3 milhões.

Essa nova rodada atraiu 349 investidores e o valor captado será voltado para desenvolvimento tecnológico, growth e fluxo de caixa da startup focada em B2BaaS, que oferece soluções para grandes empresas, distribuidores e marketplaces privados, uma ferramenta intuitiva, fácil e personalizável para cada um dos seus clientes, obedecendo rigorosas regras de compliance e possibilitando a transformação digital do comércio entre empresas. Assim, a Easy B2B proporciona recursos para os negócios entre empresas, similar ao que era restrito aos clientes B2C de lojas online.

Mercado B2B

Com mais de 8.500 usuários, 3.700 empresas cadastradas na plataforma e mais de mil pontos de entrega, a Easy B2B é uma empresa que presta serviços para otimizar resultados na compra e venda entre empresas, com uma experiência omnichannel, permitindo que os pedidos sejam realizados por diferentes canais e centralizados na ferramenta oferecida pela startup.

A inteligência artificial disponibilizada pela Easy B2B pode ler arquivos com os pedidos enviados via e-mail e, em breve, também proporcionará automação dos pedidos feitos via WhatsApp, o que poderá tornar o processo rápido e prático.

Dessa maneira, a solução apresentada pela Easy B2B visa reduzir o número de colaboradores responsáveis pela coleta de pedidos em diferentes plataformas. Com isso, promete gerar os pedidos dentro do sistema da startup de maneira automatizada, reduzindo o potencial de erros.

Segundo a Easy B2B, o serviço pode ser contratado de três maneiras: modelo SaaS (software por assinatura) em que a empresa contratante faz o pagamento mensal a startup; percentual por transação – onde um percentual é cobrado nas transações que a plataforma processa ; e antecipação de recebíveis que é um método adotado pela plataforma que visa antecipar os pagamentos em parceria com um fundo.

O cofundador da CapTable, Guilherme Enck, acredita que por ser um negócio inovador, os investidores viram uma oportunidade de aportar seus investimentos em uma startup com potencial de escalabilidade.

“Hoje os investidores em startups buscam cada vez mais negócios com potencial claro de escalabilidade e a CapTable, por meio de seu rígido sistema de seleção, filtra cada vez as startups com potencial para os investidores. A Easy B2B é uma dessas startups que apresentam um modelo de negócios totalmente inovador dentro de seu mercado, o que a torna muito atrativa”, destaca Enck.

Plano de crescimento

A Easy B2B projetou quatro pilares que serão fundamentais para o seu crescimento e sucesso no futuro: pessoas; vendas; operações/processos e CS (KPIs claros com intuito de acelerar o ramp-up da plataforma).

O CEO da Easy B2B, Renato Ferraz, afirma que 39% do recurso será usado para o desenvolvimento tecnológico da nova versão do produto que contém suporte multi-language. “Nosso plano é implementar os serviços da Easy B2B também no mercado internacional e assim poderemos oferecer nossa expertise a um maior número de países”, detalha Ferraz.

Além do percentual que será investido em tecnologia, 44% serão destinados para growth nos canais que já estão estruturados. Os outros 17% remanescentes serão utilizados para fluxo de caixa, voltado para a geração de uma maior quantidade de trials e acelerar o tempo de implantação dos clientes.

Com o encerramento da rodada de investimentos realizada para a Easy B2B, a CapTable soma 21 rodadas de captação de investimentos para startups concluída somente neste ano. Até o momento, a plataforma soma mais de cinco mil aportes para as 21 startups, chegando a cerca de R$ 34 milhões captados. O montante é mais que o dobro do que a plataforma captou até o final de 2020, conforme explica o cofundador da CapTable, Paulo Deitos.

“Estamos em operação desde julho de 2019. Até dezembro de 2020 havíamos captado pouco mais de R$14 milhões. Ou seja, mais que dobramos o total captado ao longo de toda nossa trajetória, faltando ainda um trimestre inteiro em 2021. Este movimento reforça mais uma vez o momento favorável que o mercado de investimentos em startups passa no Brasil”, destaca Deitos.

Easy B2B

Nascida em uma imersão no Innovation Lab do STARTUP BASECAMP, no Vale do Silício, a Easy B2B, conhecida no mercado pela excelência e agilidade de catálogos para Indústrias, distribuidores e atacadistas, grandes compradores e marketplaces B2B, otimiza com simplicidade e inteligência artificial toda relação das compras e vendas das empresas, com uma ferramenta intuitiva, fácil, onde o cliente utiliza a infraestrutura customizada com sua marca, cores e suas regras de negócio.

A Easy B2B apresenta no mercado o mais avançado B2B online, obedecendo rigorosas regras de Compliance, através de um programa rigoroso de inovação a startup leva para as empresas a total transformação digital de compras e vendas.

CapTable

Em operação desde julho de 2019 e com a StartSe como uma das sócias, a CapTable disponibiliza todo o seu conhecimento para selecionar as startups que tenham grandes potenciais de serem os próximos unicórnios (startups com valor de mercado superior a US$ 1bi) e traz ao investidor comum a possibilidade de investir nesses negócios.

O cenário de incertezas na economia, juros no seu menor nível histórico e baixos ganhos em renda fixa estão fazendo com que o brasileiro aprenda a investir. A pandemia do novo Coronavírus reafirmou essa tendência.

“Nosso foco é atrair investidores que têm a visão que investir nesta modalidade pode trazer ganhos que nenhuma outra disponível no mercado é capaz de ofertar. Basta imaginar quanto tiveram de retorno os primeiros que investiram no estágio inicial de startups como 99, iFood e outros”, afirma Paulo Deitos.

Desde a sua criação, a CapTable conquistou a confiança de mais de 4.500 mil investidores ativos que aportaram mais de R$38 mi em startups como Alter (fintech), Trashin (cleantech), Quadrado Express (retailtech), LeCupon (fintech), Weex (fintech/traveltech), Essent Agro (fintech/agrotech), Veriza (fintech), Play Delivery (Logitech), Hiperdados (SaaS) e outras.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas