terça-feira, janeiro 31, 2023
terça-feira, janeiro 31, 2023

Casa do Construtor fatura R$ 263 milhões e cresce mais de 57% no primeiro semestre

Depois de bater seu recorde de expansão anual em 2020, a Casa do Construtor, rede franqueadora de locação de equipamentos para construção civil e soluções para o dia a dia, na América Latina, acelerou seus resultados no primeiro semestre de 2021 e, de janeiro a junho, registrou um crescimento de 57,6%, chegando a mais de R$ 263 milhões de faturamento no período. A lucratividade média (42%) e a venda de franquias (61 unidades) também atingiram níveis históricos. Com isso, a Casa do Construtor espera encerrar o ano com um faturamento de R$ 440 milhões, 400 unidades em operação e cerca de 100 franquias comercializadas.

“Tivemos o melhor primeiro semestre da história da Casa do Construtor, mesmo com as incertezas que ainda persistem com a pandemia. É interessante notar que nosso crescimento se deu tanto pela inauguração de unidades – cerca de 40 -, como pelo aumento do faturamento por loja. Atribuímos esse desempenho a resiliência de nosso modelo de negócio, ao aquecimento da construção civil e aos hábitos de maior permanência e valorização da casa em decorrência de necessidade de isolamento social. É bastante comum encontrar famílias que nestes meses fizeram alguma melhoria ou pequenas reformas em casa, comportamento que tende a permanecer nos próximos meses”, diz o CEO da Casa do Construtor, Altino Cristofoletti Junior.

De olho no plano de expansão que, segundo o CEO ainda dispõe de oportunidades em todos os estados do País, a Casa do Construtor lançou no primeiro semestre o modelo +Rental, com o objetivo de contemplar cidades com até 20 mil habitantes e que funciona na modalidade store in store (loja dentro de uma loja). Com um investimento inicial de R$ 250 mil, o +Rental tem como foco inicial as cidades do interior do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais. Segundo estimativas, o Rio Grande do Sul comporta até 388 unidades deste modelo. Neste primeiro momento, os municípios-alvo são Horizontina, Julio de Castilhos e Arroio Grande. Já para Minas Gerais, o levantamento aponta que há espaço para 668 unidades, iniciando por Turmalina, Ipanema e Divino.

“Trata-se de uma versão mais compacta do que já temos. A grande vantagem é que o empreendedor, que já tem sua loja ou depósito, pode oferecer um serviço adicional. Assim, clientes de pequenas cidades podem contar com uma solução completa”, diz o diretor de Expansão da Casa do Construtor, Bruno Arena.

Casa do Construtor

A Casa do Construtor é uma rede de franquias especializada na locação de equipamentos para construção civil, pequenos reparos, manutenção, limpeza pesada e jardinagem. Fundada em 1993, a rede oferece opções para todas as fases da obra, como container, andaime, betoneira, rompedor, misturador, compactador de solo, gerador e até itens mais leves como furadeira e serras. Com mais de 300 unidades em todo o País e duas unidades no Paraguai, a Casa do Construtor é a única franquia com este formato no Brasil. Em 2020, mesmo com a pandemia, a rede cresceu 18%, faturando mais de R$ 325 milhões. A meta é acelerar ainda mais este crescimento em 2021 e inaugurar cerca de 100 unidades. A trajetória de sucesso rendeu a Casa do Construtor diversos prêmios com destaque para Franquia do Ano pela ABF e pela Revista PEGN.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas