segunda-feira, janeiro 30, 2023
segunda-feira, janeiro 30, 2023

3R Petroleum compra totalidade das ações da Duna Energia do BTG Pactual

Por Joana Lopo

Por um valor que pode chegar a US$ 72,3 milhões, a 3R Petroleum adquiriu a totalidade das ações da Duna Energia do Banco BTG Pactual. Com isso, a Duna Energia se tornará subsidiária integral da companhia de petróleo e gás, sendo suas as obrigações e direitos, inclusive um endividamento líquido de aproximadamente US$9 milhões, assumidos pela companhia.

O anúncio foi feito por meio de fato relevante e o valor da transação será distribuído da seguinte forma: US$ 13 milhões a serem pagos via transferência e convertidos para real; US$ 36,3 milhões, também convertidos para real pela PTAX de dois dias úteis anteriores ao signing, a serem pagos via emissão de ações da companhia, com valor equivalente a R$ 42 por ação, que serão subscritas e integralizadas com o controle acionário da Duna Energia, por meio de incorporação de ações; parcela contingente de até US$ 7 milhões, caso o preço médio diário de referência brent entre agosto de 2021 e 31 de dezembro de 2023 seja superior a US$ 55 por barril (“brent mínimo”); parcela contingente de até U$S 16 milhões, caso seja apurado um volume de reservas certificadas 2P nos campos de Ponta do Mel e Redonda, localizados na Bacia Potiguar, superior ao montante de nove milhões de barris de óleo, subtraído da produção de óleo aferida a partir da conclusão da referida aquisição (“Reservas Base”).

Desta forma, para fins de cálculo, a companhia fará novas certificações dos referidos Campos em junho e em dezembro de 2023. Caso seja apurada a existência de um volume de reservas 2P superior às Reservas Base, o volume que superar esse montante ensejará um pagamento adicional equivalente a US$ 2,80 por cada barril de óleo certificado adicional, limitado a U$S 16 milhões.

Esses valores não consideram ajustes e correções que poderão ocorrer até o fechamento da transação, que está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, como a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), da Assembleia Geral de Acionistas da Companhia e da Duna Energia.

A Duna Energia (nova denominação da Central Resources) é detentora e operadora dos campos de produção onshore de Ponta do Mel e Redonda, localizados na Bacia Potiguar. Em julho do ano passado, a Petrobras anunciou a conclusão da venda da totalidade da participação dos referidos campos, equivalente a 10% dos direitos econômicos, por US$7,2 milhões, sendo que 90% dos direitos econômicos sobre tais campos já eram detidos pela Central Resources à época da venda.

Como a posição geográfica dos campos é estratégica, possibilitará a futura integração com a operação do Polo Macau, o que fortalece a estratégia da 3R de formar clusters de ativos sinérgicos, otimizando recursos e, consequentemente, reduzindo o custo da operação integrada dos ativos em seu portfólio. No primeiro semestre de 2021, a produção média de petróleo conjunta dos campos de Ponta do Mel e Redonda foi de 475 barris por dia.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas