quarta-feira, fevereiro 1, 2023
quarta-feira, fevereiro 1, 2023

Carlos Alberto de Oliveira Andrade, fundador do Grupo Caoa, morre aos 77 anos

O Grupo Caoa informou, na manhã deste  sábado (14), o  falecimento da fundador do grupo e  presidente do conselho,  Carlos Alberto de Oliveira Andrade, aos 77 anos.  O empresário  estava com a saúde debilitada por conta de um tratamento de saúde e faleceu durante o sono ao lado de sua esposa e filhos.

A empresa, de acordo com  o plano de sucessão e governança, continua a ser gerida por seus atuais executivos, que lamentam o falecimento de seu fundador e se solidarizam com a família neste momento.

Carlos Alberto de Oliveira Andrade  foi médico e  empreendedor, tendo atraído importantes marcas para o portfólio da Caoa, como a Ford, a Hyundai, a Caoa Chery e a Subaru, tendo se tornado um ícone para a indústria automobilística brasileira.

O velório será hoje no Cemitério do Morumbi a partir das 14:30, seguido do sepultamento às 17:30.

Em nota, a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) lamentou a morte de Carlos Alberto de Oliveira Andrade. “Perdemos hoje um grande brasileiro, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, empresário com notável espírito empreendedor, inquieto e que nunca se furtou a enfrentar novos desafios. Deixa como legado uma valiosa contribuição ao país pelo exemplo de sua bem sucedida trajetória empresarial e os milhões de empregos que gerou ao longo da vida. Meus mais profundos sentimentos à família e aos amigos”, diz o comunicado assinado por Paulo Skaf, presidente da Fiesp.

História

A veia empreendedora de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que era formado em medicina, surgiu há quase 40 anos. Ele começou suas atividades no segmento automotivo em 1979. Ao adquirir um Ford Landau na concessionária Ford de Campina Grande (PB), o  Carlos Alberto nem chegou a receber o veículo porque a concessionária faliu.  Empreendedor, não hesitou em propor que a revenda lhe fosse repassada para compensar o pagamento feito pelo Landau. Dessa forma, fundou a Caoa, e passou a administrar a concessionária Ford. Em menos de seis anos, a Caoa tornou-se a maior revendedora Ford de toda a América Latina. Mas não parou por aí.

Em 1992, o Brasil abriu as portas para a importação de veículos, até então não permitida. Neste mesmo ano, a Caoa tornou-se importadora oficial e exclusiva da marca Renault no País. Em menos de  3 anos, a Renault se tornou a marca número um em vendas no segmento de importados, e a 5º no mercado em geral.

Em 1998, a Caoa passou a ser importadora oficial da marca Subaru. No ano seguinte, em 1999, foi a vez da Hyundai que, contando com a representação da empresa de Carlos Alberto de Oliveira Andrade – realizou um trabalho exemplar de reposicionamento da marca e investimentos maciços em marketing, vendas, pós-venda, entre outros -, permitiu a Hyundai Caoa conquistar excelentes níveis de vendas no mercado brasileiro.

Em 2007, a Caoa inaugurou a Caoa Montadora de Veículos S/A. O empreendimento de R$ 1,2 bilhão, erguido no distrito agroindustrial de Anápolis (DAIA), foi construído com recursos próprios desse visionário que escolheu o estado Goiás por sua posição geográfica privilegiada. Com processos produtivos completos, a fábrica da Caoa Montadora, que já completou mais de uma década de atividades, possui altos índices de qualidade e elevado grau de automatização. Atualmente, saem da linha de produção da Caoa Montadora, os modelos Hyundai: ix35, New Tucson e as linhas de comerciais leves, HR e HD, além dos veículos da marca Caoa Chery, Tiggo5x, Tiggo7 e Tiggo8.

No final de 2017, a Caoa e a Chery, maior exportadora de veículos chineses, se uniram em acordo histórico de cooperação para lançar a Caoa CHERY, nova montadora 100% nacional.  Em quatro décadas, a Caoa já superou a marca de mais de um milhão de veículos comercializados no Brasil. Atualmente, a empresa fundada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade está presente em todas as regiões do País.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas