quarta-feira, fevereiro 1, 2023
quarta-feira, fevereiro 1, 2023

Susten Energia e BFL criam fundo para captar R$50 milhões e investir no processo de expansão

A Susten Energia e a BFL Administradora criaram juntas um Fundo de Investimento em Participações (FIP) para captar R$ 50 milhões de investidores brasileiros e internacionais, em até 180 dias. Os recursos serão destinados aos projetos de energia limpa da Susten, em suas usinas de geração fotovoltaica localizadas em Minas Gerais.

“O FIP é uma modalidade de investimento moderna, em renda variável, constituído sob a forma de condomínio fechado, para investidores interessados em diversificar seus portfólios ao buscar retornos atraentes no longo prazo. Todos os recursos serão aplicados em nossas propriedades adquiridas em 2021 em diversos municípios de Minas Gerais”, explica o CCO da Susten Energia, Luiz Felipe Daudt.

A BFL Administradora de Recursos fará a estruturação do fundo para o mercado de energia e responderá pela administração da operação. Com isso, a Susten dá mais um passo em seu processo de crescimento. Em fevereiro de 2021, a empresa fechou parceria com o Consórcio Urca e adquiriu 10 MW em projetos de energia limpa em Minas Gerais. Posteriormente, anunciou a aquisição de outros 10 MW em projetos no estado. Com esses investimentos, a Susten tem capacidade de geração de energia limpa para atender às necessidades de uma cidade com 80 mil habitantes.

“Com essas duas aquisições, a Susten já dispõe de 20 MW de energia para colocar à disposição de empresas interessadas. Além disso, concluiremos a primeira parte do nosso maior investimento em pouco mais de 15 meses, incorporando outros 50 MW e elevando a oferta de energia para 70 MV”, informa Luiz Felipe Daudt.

Criada há dois anos, a Susten atua em todas as etapas do processo de energia limpa, como elaboração dos projetos, execução e instalação de usinas, especialmente para consumidores de alto volume, além de operar usinas de terceiros. Segundo o CCO da empresa, a intenção é de que se torne um player relevante do mercado nacional de energia limpa. “A autogeração torna-se mais importante a cada ano em nossa matriz energética e trabalhamos para ser referência no mercado”, completa.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas