quarta-feira, fevereiro 8, 2023
quarta-feira, fevereiro 8, 2023

MRV conclui venda de empreendimentos nos EUA por US$78,5 milhões

Por Geraldo Bastos

A MRV Engenharia e Participações, através de sua subsidiária AHS Residential, concluiu a venda de mais dois empreendimentos no sul da Flórida (Estados Unidos): o Mangonia Lake (foto) e o Lake Osborne.  O valor geral de venda (VGV) alcançou  US$78,5 milhões, representando um recebimento líquido de US$37 milhões e lucro bruto de US$17,8 milhões.

Com 118 apartamentos, o Lake Osborne foi o segundo empreendimento construído pela AHS. Já o Mangonia Lake conta com 240 unidades  e foi a primeira obra da AHS a utilizar a metodologia construtiva de parede de concreto com fôrmas de alumínio. Este empreendimento apresentou custo de construção acima dos patamares normais da AHS.

Os empreendimentos vendidos fazem parte do grupo de oito condomínios  à venda que totalizam 1.661 unidades e US$365 milhões de VGV, com margem bruta média de aproximadamente 28%

Em dezembro passado, foi concluída  a venda do empreendimento Deering Groves, localizado em Miami, pelo Valor Geral de Venda (VGV) de US$ 57 milhões, resultando em uma geração de caixa de US$ 21 milhões e lucro bruto de US$ 16,5 milhões. O empreendimento tem 281 apartamentos e foi finalizado em maio de 2019.

Aquisição

A MRV, líder brasileira no mercado de imóveis econômicos, comprou a AHS Residential em setembro de 2019, num investimento de US$ 235 milhões. A companhia brasileira passou então a atuar no promissor mercado americano de residências voltadas para clientes que ganham entre US$ 37 mil e US$ 87 mil por ano. A AHS constrói prédios residenciais, aluga os apartamentos e administra os empreendimentos, para mais tarde vendê-los a grandes investidores – é aqui que realiza seus lucros.

Com a aquisição da AHS, foi definido um plano de negócios que prevê elevar a produção anual de apartamentos de 600 unidades por ano para 5 mil a partir de 2023, com prioridade nos Estados do Texas, Florida e Georgia e investimentos de US$ 236 milhões no período.

Com a parceria, a MRV passou a exportar sua tecnologia de construção, já reconhecida no Brasil, além de contribuir com um time de profissionais da área técnica e comercial para o crescimento dos negócios.  Em troca,  passou a ter acesso a novas tecnologias e à expertise já consolidada da AHS no gerenciamento de aluguéis de imóveis, que é uma das apostas da companhia no Brasil por meio da Luggo, empresa do grupo lançada no primeiro semestre deste ano.

 

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas