quarta-feira, dezembro 7, 2022
quarta-feira, dezembro 7, 2022

Startup brasileira de lojas autônomas se prepara para o mercado global

Há dois anos, surgia no interior de São Paulo um sistema de automação que poderia transformar qualquer loja em autônoma. Após a instalação da plataforma em 160 negócios, o sucesso ultrapassou as fronteiras do país. Agora, além do plano de expansão nacional, a internacionalização é mais um pilar da Onii. Essa expansão foi feita com base em dois fundamentos: investimento em tecnologia e parcerias com grandes empresas.

Se o crescimento de qualquer empresa é desafiador, há muitas particularidades a serem consideradas quando se cresce também para fora do Brasil. O CEO da empresa, Victor Azouri Bermudes, conta como a trajetória da Onii escalou da concepção até agora: “A ideia era democratizar a proposta da Amazon Go. Desenvolvemos um sistema que pode ser adaptado e aplicado de diversas formas, com o objetivo de transformar lojas de qualquer natureza em autônomas”.

Com operações centralizadas pelo aplicativo, os usuários desses estabelecimentos conseguem liberar o acesso e escanear os produtos que vão levar, com o pagamento sendo realizado digitalmente na mesma hora. A praticidade é escalável, tanto que se espalhou ferozmente durante a pandemia, visto que é uma alternativa de compras sem exposição de funcionários aos riscos de contágio.

No Brasil, o objetivo é chegar ao fim do ano com 500 lojas em funcionamento. Simultaneamente, a Onii já está operando em Portugal, Chile, Espanha, Estados Unidos e Emirados Árabes. As negociações atuais projetam a entrada também em Qatar, Japão, Moçambique, Angola, Colômbia, Argentina, Itália e Inglaterra.

O processo exige ajustes e, principalmente, parcerias. “Diversas parcerias podem ser feitas em cada país. A maior que nós temos, porém, abrange o mundo todo, que é com a Adyen, plataforma de pagamentos online. Eles fornecem a tecnologia necessária para replicar a experiência Onii em qualquer lugar, independente da moeda corrente”, explica Bermudes.

A parceria com a Adyen permite que as lojas sejam implementadas em inúmeros países, já que o fluxo de informações geralmente necessário nas cadeias de pagamento é simplificado. Além disso, a empresa holandesa tem forte atuação com soluções antifraude, o que aprimora ainda mais a segurança das unidades. Tudo isso aumenta o grau de interesse de possíveis licenciados, que levarão o sistema brasileiro para as mais variadas necessidades ao redor do mundo.

A Onii trabalha atualmente com três formatos de lojas, de diferentes tamanhos, mas pode ser adaptada em muitos outros projetos. A venda de itens de mercado é o mais comum, especialmente nas unidades instaladas em condomínios. Mas as possibilidades continuam sendo descobertas: já existem parcerias com redes hoteleiras, farmácias, livrarias, loja de ferramentas, entre muitas outras. Até mesmo operações híbridas em postos de gasolina estão sendo exploradas.

“O potencial da Onii funciona em qualquer lugar. Se existem produtos e consumidores, pode existir autonomia. Está na hora de avançar e estamos muito felizes em levar esse avanço do Brasil para o mundo”, conclui o CEO.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas