quarta-feira, dezembro 7, 2022
quarta-feira, dezembro 7, 2022

Grupo NotreDame Intermédica compra Centro Clínico Gaúcho por R$1,06 bilhão

Por Geraldo Bastos

O processo de fusões e aquisições no mercado de saúde segue acelerado. Nesta segunda-feira (7) foi a vez do Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) anunciar que celebrou um contrato de compra e venda de ações do Centro Clínico Gaúcho (CCG) por R$1,06 bilhão e a ser pago à vista, em dinheiro, descontados o endividamento líquido e uma parcela retida para contingências,  marcando assim sua entrada no mercado gaúcho. O  GNDI já opera nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais.

Fundado em 1991, na cidade de Canoas (RS), o Centro Clínico Gaúcho é uma das principais operadoras verticalizadas que oferecem planos de saúde, planos dentais e serviços de saúde majoritariamente no Estado do Rio Grande do Sul. Em 2019, desde a entrada da Kinea (fundo de Private Equity) na sociedade, a  empresa vem ampliando seu crescimento trazendo relevante potencial de expansão regional, com foco em planos de saúde para o segmento corporativo.

Em 2021,o Centro Clínico Gaúcho anunciou a inauguração do Hospital Humaniza, localizado em Porto Alegre (RS), que conta com 110 leitos e potencial de expansão para um total de 220 leitos.

“O Centro Clínico Gaúcho se destaca pela qualidade na prestação de serviços e tem várias sinergias com nosso negócio, em especial em áreas como medicina preventiva e telemedicina. Entramos no Rio Grande do Sul confiantes de oferecer saúde de qualidade por meio de uma das principais operadoras verticalizadas de planos de saúde, planos dentais e serviços de saúde do Estado”, afirma Irlau Machado Filho, presidente do Grupo NotreDame Intermédica.

Estrutura

O Centro Clínico Gaúcho registrou, no ano de 2020, faturamento líquido consolidado de R$371milhões com sinistralidade caixa (Cash MLR) de 70,3%. O Centro Clínico Gaúcho possui uma carteira de 175 mil beneficiários de planos de saúde (80% corporativo), localizados principalmente na região metropolitana de Porto Alegre, além de 4,7 mil beneficiários de planos odontológicos.

A empresa  conta com uma rede própria que inclui 20 centros clínicos, 13 unidades de coleta de análises clínicas (Laboratório Marques D’Almeida) e o Hospital Humaniza, além de uma ampla gama de serviços aos beneficiários, como medicina preventiva, programa de assistência domiciliar e telemedicina 24 horas.

“Com a transação, a Companhia expande seu posicionamento estratégico, com a entrada no Estado do Rio Grande do Sul através de uma plataforma que possui compromisso com a qualidade de seus serviços, trazendo relevante potencial de expansão regional, bem como oportunidades de sinergias operacionais e administrativas. O preço de aquisição representará um múltiplo implícito estimado de 9,8x EBITDA 2022, quando consideradas as sinergias planejadas. Após a conclusão da transação, o GNDI passaráa deter um market share aproximado de 13,6% na região metropolitana de Porto Alegre”, diz a GNDI.

Sobre o Grupo NotreDame Intermédica

Reconhecidamente sólido, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) possui 53 anos de atuação e é, hoje, a maior operadora de saúde do Brasil. A Companhia é pioneira em Medicina Preventiva desde 1982, por meio de programas estruturados para oferecer saúde integral com acolhimento aos seus mais de 6,6 milhões de beneficiários. A Rede Própria do GNDI possui uma estrutura de atendimento que soma, atualmente, 28 hospitais, 88 Centros Clínicos, 23 Prontos-Socorros Autônomos, 14 Centros de Medicina Preventiva, 12 Unidades para exames de imagem, 86 pontos de coleta de análises clínicas e 2 Centros de Saúde exclusivamente dedicados ao público 50+ (NotreLife 50+).

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas