quinta-feira, fevereiro 2, 2023
quinta-feira, fevereiro 2, 2023

Obras do Prodetur na Baía de Todos-os-Santos serão concluídas até outubro

Por Geraldo Bastos

O Prodetur Nacional Bahia – considerado  um dos maiores programas de intervenções na área de infraestrutura náutica do país – terá todas as suas obras concluídas até o próximo mês de outubro. A informação é do secretário do Turismo do Estado, Fausto Franco. Em entrevista ao iNEWSBR, ele disse que o planejamento original da Pasta era finalizar o projeto no verão de 2020/2021, mas a pandemia do novo coronavírus atrasou o cronograma.

“Além da crise sanitária, no ano passado, tivemos o maior volume de chuvas no Recôncavo baiano em 36 anos. E, a partir de setembro, registramos a falta de insumos para a construção civil”, disse o secretário. “Mesmo assim, com todos esses contratempos, as obras não deixaram de acontecer. No final deste mês ou inicio de junho, vamos entregar os primeiros empreendimentos e, até outubro, todas as obras”, acrescentou o gestor.

Secretário Fausto Franco diz que as intervenções vão dar uma guinada em toda a economia náutica do estado (Foto: Camila Souza/GOVBA)

Executado pela Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida do Governo do Estado, o Prodetur Nacional conta com investimentos de US$76 milhões (cerca de R$411 milhões).

As obras estão dotando a Baía de Todos-os-Santos de píeres, atracadouros, marinas e terminais à altura de seu status como zona turística de beleza e importância histórica.  Ao todo, são 13 intervenções, sendo 12 obras de infraestrutura náutica em Salvador, Itaparica, Maragogipe e Salinas da Margarida, e uma de cunho cultural:  a requalificação do Museu Wanderley Pinho, em Caboto, Candeias.

Já com 60% de execução, a Marina de Itaparica será entregue pelo governo do estado no próximo mês de junho

O secretário Fausto Franco informou que a revitalização do terminal de Botelho, na Ilha de Maré, já foi concluída e será inaugurada, provavelmente, ainda este mês. O projeto inclui a implantação e requalificação de rampas e de escadas, recuperação da ponte fixa, rampa móvel e cais flutuante de atracação, além da reforma do terminal turístico (bilheteria, receptivo, administrativo, sanitários e espaço de alimentação). O entorno do terminal passou por requalificação urbanística e paisagística. A área total das intervenções é de 1.087,02 metros quadrados.

“O cais do Museu de Artes da Bahia também está pronto. Ainda este mês as obras de Jaguaripe e Mutá também serão concluídas”, destacou o secretário. “A maior obra do Prodetur, a revitalização do Museu Wanderley Pinho, a gente entrega em julho. No momento, 85% das obras estão concluídas”, destacou.

A restauração de todo o complexo do Museu Wanderley Pinho, que inclui o casarão, a fábrica, o atracadouro e toda a área urbanística do local, conta com investimentos de R$ 27 milhões. Com um acervo de mais de 200 peças e achados arqueológicos que remetem ao ciclo do açúcar, o museu ocupa um casarão de quatro andares e 55 cômodos e a capela. Tombado como patrimônio nacional pelo Iphan, a construção possui grande importância arquitetônica e cultural, sendo administrado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

Programa também garantiu a revitalização e ampliação do Museu Wanderley de Pinho, em Caboto

Outras áreas

Durante a entrevista ao iNEWSBR, o secretário Fausto Franco afirmou  ainda que outras regiões turísticas da Bahia também ganharão impulso nos próximos anos a partir, principalmente,  do reforço da infraestrutura de transportes. É o caso, por exemplo, de Porto Seguro, que terá um novo aeroporto, com estrutura para receber voos internacionais. “Teremos ainda o novo aeroporto Bom Jesus da Lapa e a ampliação do aeroporto de Barreiras”, disse o secretário.

Além disso, a partir de junho, a Abeté terá dois voos semanais, as quintas e domingos, ligando Salvador a Mucugê. Os voos contribuirão para tornar o acesso à Chapada Diamantina mais confortável, uma vez que apenas o município de Lençóis conta com aeroporto estruturado para receber voos comerciais. Para completar, o aeródromo do Transamerica Resort Comandatuba, em Una, no sul da Bahia, ganhou autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para receber voos comerciais.

O secretário afirmou que espera a retomada gradual do turismo no estado ainda este ano. Ele lembrou  que os setores de turismo e de entreterimento foram os mais afetados pela pandemia. “Com a perspectiva da vacinação contra a covid atingir a maior parte da população, já a partir do meio do ano, acredito que em setembro as pessoas já terão mais certeza, confiança, e as coisas voltarão mais à normalidade, dai então essas atividades começarão a ter uma retomada”, assinalou.

No primeiro momento, o impulso será pelo turismo regional.  As viagens internacionais, diz Fausto Franco, continuarão mais restritas. Além disso, a alta do dólar também não favorece o brasileiro a sair daqui e ir para o exterior. “Então a gente entende que esse turismo regional e nacional vai ser mais efetivo nesta retomada”, afirmou. “Chegou a oportunidade de conhecer a Bahia, que é um estado com as mais diversas opções, no litoral e no interior, onde é possível fazer um turismo sem aglomeração, de contemplação, de acesso à natureza, de história, de cultura e gastronomia. Não precisa agromerar. O que a gente precisa é explorar esse cardápio que é grande e  diversificado”.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas