sábado, julho 20, 2024
sábado, julho 20, 2024

Stone acelera crescimento e entrega o melhor primeiro trimestre de sua história

A StoneCo Ltd. (Nasdaq: STNE) reportou o melhor primeiro trimestre da sua história, com lucro ajustado de R$ 237 milhões, avanço de 456% sobre igual período do ano passado. A receita da companhia atingiu R$ 2,7 bilhões no 1T23, crescimento de 31% ano contra ano, superando o guidance em 4%. A geração de caixa também bateu recorde, com o caixa líquido ajustado terminando o período em R$4,0 bilhões, um acréscimo de R$499,2 milhões no trimestre. Entre os fatores que contribuíram para o crescimento com rentabilidade, os destaques foram o aumento da base de clientes de pagamentos, atingindo 2,8 milhões, a alta no engajamento dos clientes com o produto de banking, que atingiu 1,3 milhão de clientes ativos, aumento da monetização em clientes MPMEs, com Take Rate subindo para 2,39%, bem como aumento de eficiência operacional, com custos e despesas crescendo menos que as receitas.

“Estes resultados consolidam a nossa capacidade de execução. Temos um time altamente capacitado, que vem construindo uma grande plataforma de serviços financeiros com soluções integradas para nossos clientes, que vai muito além da adquirência”, afirma Pedro Zinner, CEO da Stone. “As cinco prioridades que a companhia propôs como guia 2023 – crescimento com rentabilidade, geração de caixa, expansão dos serviços financeiros, evolução da área de software, otimização de custos e despesas -, avançaram no primeiro trimestre e devemos manter o foco ao longo dos próximos trimestres”, complementa.

A base de clientes ativos no segmento de MPME cresceu 47,4% na comparação anual e 9,2% em relação ao trimestre anterior, com a adição de 231,9 mil clientes no trimestre, chegando a 2,758 milhões. O resultado foi impulsionado pelas ofertas da Stone para pequenos e médios negócios, e do Ton, solução para autônomos e pequenos comércios. O volume total de pagamentos processados (TPV) para esse segmento foi de R$ 78,9 milhões no 1T23, aumento de 25% ano contra ano, representando um crescimento duas vezes maior do que o da indústria, segundo dados recentemente divulgados pela ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços).

Na plataforma de banking, dentre os fatores que impulsionaram o crescimento desse trimestre, o destaque foi a oferta da “Super Conta Ton”, com múltiplos benefícios voltados para empreendedores e autônomos, como pagamentos e recebimentos via Pix, pagamento de contas, recarga de celular, transferências e cartão pré-pago, entre outros, que complementam a experiência do cliente e permite que a Stone seja o principal provedor de serviços de banking para seus clientes.

Na plataforma de crédito também houve evoluções. Até o final de abril, a companhia já havia desembolsado cerca de R$6,0 milhões para aproximadamente 200 clientes, com indicadores-chave de desempenho de crédito em linha com seu modelo de negócios e padrões de concessão de crédito. “Além do início da operação de capital de giro, estamos alinhados com nossos planos de testar a solução de cartão de crédito no segundo semestre deste ano. Vamos ter uma abordagem conservadora em relação à expansão das nossas soluções de crédito e aumentar o portfólio dependendo das condições do mercado e da conclusão dos testes que estamos fazendo” afirma Pedro Zinner.

A Stone tem avançado significativamente em sua trajetória para consolidar-se como uma big tech, oferecendo soluções que reduzem a complexidade tecnológica para que seus parceiros possam concentrar esforços no desenvolvimento dos seus negócios. Em abril, a companhia anunciou a chegada de Luiz André Barroso para o Conselho de Administração. O executivo, que tem longa experiência no mercado global como ex-VP do Google, irá apoiar as diretrizes para que a atuação tecnológica diferencie cada vez mais a Stone no mercado, liderando as inovações setoriais.

Perspectiva para o 2T23

Para o segundo trimestre, a Stone indicou para seus acionistas e investidores que projeta:

Receita Total acima de R$ 2,875 bilhões no 2T23, representando um crescimento anual acima de 24.8%.

TPV de MPME entre R$83 e R$ 84 bilhões no 2Q23, representando um crescimento anual entre 18.8% % e 20.2%.

EBT ajustado acima de R$ 375 milhões no 2Q23, representando um crescimento superior a 15.7% comparado com o primeiro trimestre de 2023, e superior a 394% comparado com o mesmo período do ano anterior.

Stone

Empresa de tecnologia financeira que possui uma plataforma de soluções completas, cujo propósito é melhorar a vida do empreendedor brasileiro, ajudando-o a vender mais, gerir melhor o seu negócio e crescer sempre. Por meio de tecnologia e inovação, contribui para o fortalecimento e a evolução do mercado. Com clientes espalhados por todo o Brasil, desenvolve um relacionamento próximo e personalizado com cada um dos lojistas que atende.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas