A eureciclo, maior certificadora de logística reversa do país, acaba de captar mais de R$ 100 milhões em rodada de investimentos série B liderada pela Ória Capital e contou com participação da Tera, Rise Ventures, Endeavor Scale-Up e Redpoint eventures. O recurso será direcionado para estruturar a cadeia de reciclagem e elevar as taxas do setor no Brasil e América Latina até 2023, incluindo maior esforço nos estados com menor infraestrutura.

Entre os principais objetivos está ampliar a rede de operadores e levar estrutura para o setor, o que vai permitir que haja crescimento na capacidade da cadeia de reciclagem brasileira, por meio da estruturação de cooperativas e mecanização de centrais de triagem, gerando maior impacto socioambiental. A expansão das operações no Chile também estão previstas na utilização do valor captado.

“Essa captação não é apenas para a eureciclo, mas sim para todos os envolvidos que trabalham para transformar a sociedade e o meio ambiente através do apoio à reciclagem, Para cada um real investido, o retorno é financeiro para acionistas, operadores e clientes, social para os catadores e ambiental para a sociedade e reguladores.” afirma o fundador e CEO da eureciclo, Thiago Carvalho Pinto. “Somos gratos pela parceria com a FIESP, Instituto Rever e todos os operadores, associações e clientes que acreditam na nossa solução que faz com que sonhos virem realidade”, completa Thiago.

Outra frente que receberá atenção será o desenvolvimento das tecnologias empregadas no serviço de certificação de logística reversa. Atualmente, a solução já aplicada (blockchain) é reconhecida e premiada internacionalmente. Com essa tecnologia, a eureciclo faz o registro de notas fiscais de reciclagem emitidas por aterros sanitários, operadores privados de coleta e cooperativas de catadores e as transforma em títulos negociáveis, que podem ser vendidos às empresas fabricantes que colocam embalagens no mercado . Esses títulos, chamados de créditos de reciclagem, foram validados recentemente pelo Governo Federal no programa Recicla+.

“Vimos na eureciclo uma oportunidade de conectar todos os participantes da cadeia de reciclagem e fomentar este ecossistema por meio de suas ferramentas e soluções, viabilizando a transformação deste mercado com tecnologia, elevando as taxas de reciclagem e gerando impacto positivo para a sociedade”, destaca a sócia da Oria Capital, Bárbara Raymundo.

“Estamos felizes de fechar essa parceria com a Ória, um fundo especializado em empresas de alto crescimento de software B2B, que possui uma expertise que certamente nos ajudará nessa missão transformadora”, comemora o fundador e CEO da eureciclo, Thiago Carvalho Pinto. “Nos alegra, ainda, trazer a Rise Ventures, que reforça a nossa experiência em impacto socioambiental, a Tera, com conhecimento de infraestrutura e a Endeavor Scale-Up, que nos apoia pelo seu programa de aceleração. Também somos gratos pela confiança da Redpoint eventures, que acompanhou a rodada”, completa.

O quadro de acionistas da empresa conta com as gestoras Redpoint eventures, Lanx Capital, HSi (da família Seibel) e Positive Ventures, a primeira a investir na eureciclo, em 2017. Redpoint e Positive têm assento no conselho da empresa e desde 2020 o investidor Eduardo Mufarej, da GK Ventures, é um conselheiro independente.

Oria Capital

Fundada em 2009, a Oria Capital é uma gestora de growth equity focada em tecnologia B2B, cuja missão é multiplicar conhecimento, a fim de criar perenidade e inovação nos negócios que investe. A gestora possui aproximadamente R$ 1,5 bilhão de ativos sob gestão (AUM) e um histórico de 30 anos de experiência nos ramos de empreendedorismo e operacional de tecnologia, liderando mais de 40 transações em tecnologia – movimentando mais de R$ 2 bilhões na América Latina -, incluindo IPOs, follow-ons e M&As

A Oria contribui para uma realidade mais sustentável por meio de seus investimentos, impulsionando o desenvolvimento de companhias locais líderes em suas indústrias, que tenham compromisso com a geração de emprego de alta qualidade e inclusão social. A gestora é signatária dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI), da ONU, e possui a certificação B-Corp ®.

Eureciclo

Certifica a logística reversa de embalagens pós-consumo de empresas de todo o Brasil, por meio de uma plataforma de tecnologia que rastreia os dados da cadeia de reciclagem e confere consistência e escalabilidade ao processo, fornecendo para a indústria certificados de reciclagem robustos e transparentes. Para isso, utiliza o modelo de compensação ambiental, que consiste em garantir que o mesmo volume das embalagens que uma empresa coloca no mercado foi destinado à reciclagem.

A homologação de seus operadores parceiros é um dos pontos-chave de sua operação, uma vez que promove a formalização e o desenvolvimento do setor e os torna aptos a receberem os investimentos provenientes das empresas que buscam a adequação à Política Nacional de Resíduos Sólidos. Dessa forma, as empresas que realizam a contratação da eureciclo e optam pela compensação a nível nacional, recebem, então, o selo eureciclo para estampar suas embalagens e comunicar aos consumidores seu compromisso com a reciclagem.

A empresa é certificada como Empresa B, conceito que indica um modelo de negócio voltado para o desenvolvimento social e ambiental e é a única brasileira presente no ranking 50 To Watch, lista que reúne companhias de todo o mundo que buscam soluções para combater a crise climática.