terça-feira, janeiro 31, 2023
terça-feira, janeiro 31, 2023

CPFL Energia arremata a CEEE-T por R$2,67 bilhões

A CPFL Energia venceu nesta sexta-feira (16), na B3, o leilão promovido pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado, para alienação do controle da Companhia Estadual de Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-T). Os estudos, modelagem da privatização e avaliação da Companhia tiveram a coordenação do BNDES.  Após disputa de lances à viva-voz, a empresa vencedora, representada pela corretora Itaú, ofertou proposta de R$ 2,67 bilhões, o que representou ágio de 57,13%, referente ao valor mínimo proposto no edital.

“Esse processo de privatizações de empresas públicas, como a CEEE-T, parte da firme convicção de que os investimentos privados animam a economia com bilhões de reais que vão transformar a infraestrutura e a capacidade de acoplar as novas tecnologias e de inovar no Rio Grande do Sul. O ganho de eficiência próprio do setor privado beneficia toda a sociedade, com melhores serviços, menores preços e melhores oportunidades de emprego,” detalhou o governador Eduardo Leite.

O leilão tinha como objetivo a alienação da companhia por meio de lote único de 6.381.908 ações nominativas, sem valor nominal, de emissão da CEEE-T de propriedade da CEEE-Par, representativas de aproximadamente 66% do capital social total da CEEE-T.

A venda faz parte de um momento de evolução e reflete o objetivo do BNDES de “ajudar estados, municípios e Governo Federal no aumento da eficiência e da modernização”, destacou o diretor de Concessões e Privatizações do BNDES, Fábio Abrahão. “O Rio Grande do Sul é uma peça importante nessa transformação. Nossa carteira com o estado tem o setor elétrico, o meio ambiente – com um conjunto de cinco parques –, mobilidade urbana e gás”, complementou.

“Estamos animados em poder reunir, em um ambiente qualificado, investidores do setor privado e bons ativos. Nos 30 anos que apoiamos o setor público na realização de leilões e licitações, nosso principal compromisso sempre foi fortalecer o ecossistema de negócios, com isenção e transparência” disse Guilherme Peixoto, superintendente de Processos Licitatórios da B3.

A CEEE-T possui 56 subestações somando potência de 10,5 mil MVA e opera outras 18 unidades, além de ser responsável pela operação e manutenção de 6 mil quilômetros de linhas de transmissão e mais de 15,7 mil estruturas.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas